Thursday, November 12, 2009

Sarkô e as suas negas

O Presidente não dá mesmo sorte com as afrodescendentes. Marie NDiaye, ganhadora do Prix Goncourt 2009, o mais importante da literatura francesa, expressou o seu descontentamento com a França dos dias de hoje. Após receber o prêmio, disse que a posse de Sarkô foi um dos fatores que mais pesaram na sua decisão de se mudar para Berlim.

Para completar, um político ligado a Sarkô sugeriu que artistas com tal honraria tivessem uma certa reserva perante o público. Marie estava até pensando em recolocar as suas declarações, mas depois dessa, todo mundo virou-se contra o político e seu partido. Considerando-se a importância do Goncourt, Sarkô vai ter que engolir!

Marie NDiaye foi apenas um episódio. Pior mesmo é a Ministra dos Esportes Rama Yade. Ao longo dos primeiros anos da gestão de Sarkô, ela mostrou que não se curvaria a todas as demandas do Presidente e do Primeiro Ministro. Quase no limite da insubordinação, o comportamento só multiplicou a sua popularidade. Hoje, ela é a número um no quesito. Sarkô não tem muito a fazer. Uma possível demissão a transformaria numa heroína.


Foto: Arromanches, cidade famosa pelos dois portos artificiais construídos a partir do Dia D (Mulberry Harbours). Os restos das estruturas metálicas ainda estão na praia e são a grande atração.
Post a Comment