Wednesday, December 16, 2009

Bala perdida

Bala perdida na França. E não é a primeira vez! As circunstâncias não são exatamente as mesmas que encontramos nas ruas paulistas e cariocas. Foi durante a última temporada de caça aos javalis. Não é incomum que uma bala ou outra escape dos domínios onde a prática é autorizada. Bons tempos em que Asterix e Obelix os caçavam com recursos menos sofisticados.

Segundo estudos arqueológicos recentes, foi a supremacia da artilharia que proporcionou a vitória romana diante dos gauleses. Esqueçam a disciplina tática, capacidade de guerrear e o preparo físico. Os gauleses eram muito bons de briga e até bem equipados. Não foi à toa que resistiram tanto tempo!

Remexendo-se os esqueletos dos celtas e com o uso de tecnologia moderna, constatou-se que a eficácia da artilharia romana fez a diferença: Flechas muito poderosas, catapultas e balistas. Aproximadamente 90% dos corpos gauleses apresentam traços deixados por tais armas.

Há muito exagero na forma em que caracterizamos romanos, gauleses e mesmo os bárbaros. Alguns estereótipos talvez tenham finalidade didática, entretanto, as fronteiras geográficas, temporais e culturais das civilizações são muito mais tênues do que aprendemos na Escola.


Foto: Uma outra tomada do Château d'Arlay, com destaque para o seu jardim florido.
Post a Comment