Monday, July 8, 2013

"Ultimate fight"

Este blog merece mais do que esportes periféricos como MMA/UFC e detesto misturar esporte com patriotismo. Porém, não queria deixar passar em branco a derrota do "nosso" Anderson Silva. Afinal de contas, ele é um ídolo nacional.

Na luta do último final de semana, o Anderson mostrou o pior lado da brasilidade. Talento e irreverência sem o menor senso de responsabilidade. É verdade que ele teve um longo reinado, mas vocês já viram um super atleta americano desperdiçando alguma chance de medalha ou título?

Certamente, Anderson não foi contaminado pelas massas, ao contrário da nossa seleção de futebol. Esta última, por sua vez, combinou seu talento natural com uma determinação inabitual para vencer. Aí sim, o melhor da brasilidade. Foi só uma luta. Foi só uma partida. Vale como ilustração. Não quero generalizar, é apenas uma metáfora esportiva.



O editorial do Estadão de domingo falava do sumiço do rei das metáforas futebolísticas. Os resultados pífios do governo Dilma podem trazer o cenário mais temido pela oposição: o "volta Lula". Aliás, a oposição ao governo tem sido especialmente acovardada. Combate a presidente na base de tapinhas de luvas de pelica, para se evitar a todo custo o "volta Lula".

Meu cenário preferido é chamar o Lula de volta e derrotá-lo nas urnas. Se precisarmos manter uma Dilma moribunda para ter a certeza de poder destituir o PT, todo esse movimento não serviu para nada. Mais cedo ou mais tarde, virá um outro Lula para fazer a mesma coisa.

Então, quem será o Chris Weidman da política brasileira?



Foto: Última foto desta área ao norte de Lisboa, a estação de trem que servia à Expo 98.
Post a Comment