Monday, August 10, 2009

Micro-ondas

O que seria de todos nós sem um forno de micro-ondas? Felizmente, existem mercados especializados em congelados por aqui. As prateleiras de gelados e congelados dos supermercados tradicionais são igualmente bem servidas. Nem sempre foi assim.

O sucesso do forno de micro-ondas na França é relativamente recente. Não seria exagero dizer que ele invadiu praticamente todos os lares franceses somente nos últimos cinco anos, um atraso considerável em relação aos EUA.

A tradição gastronômica do país resistiu o quanto pôde. As áreas rurais foram as últimas a aderir. Para quem vive nas cidades, não há como resistir à tamanha praticidade. Até mesmo os grandes chefs perceberam que os congelados são um mercado a mais, uma oportunidade. Em tempos de crise, vários restaurantes estrelados buscam rendas alternativas, através de lojas ou brasseries menos sofisticadas. Enfim, nós os consumidores agradecemos. Podemos comer em casa desde as comidinhas mais simples até pratos dos grandes chefs.

Para fechar o post, uma curiosidade. Nos anos 40, um engenheiro da Raytheon trabalhava com tecnologia para radares antiaéreos. Testando uma de suas inovações, o chocolate que estava no seu bolso derreteu. Para conferir o fenômeno, ele usou o seu radar para preparar pipocas. Estava inventado o forno de micro-ondas. Os primeiros equipamentos eram grandes e caros. O resto da história vocês conhecem.


Foto: Domingão em Annecy. Voltei à belíssima cidade da Savóia. Desta vez, o tempo foi bem melhor e, espero que as fotos também sejam. Explico a foto com o mesmo texto que usei no fotolog anterior (27/03/2008): O grande charme da cidade é o Palácio da Ilha, o "castelinho" sobre o Thiou. A casa fortificada é do século XII, passou por residência, administração da vila, casa da moeda e tantas outras funções. O formato de barco que chama tanta atenção.

Post a Comment