Friday, January 4, 2013

LinkedIn, no cravo e na ferradura


O endosso de competências (skills and expertise endorsement) é um ótimo exemplo de aproveitamento do potencial de uma rede social. De vez em quando, o LinkedIn manda uma mensagem solicitando a validação de uma determinada competência de um dos nossos contatos. Fulano é especialista em pirotecnia? Beltrano domina o esperanto? Basta um clique para confirmar.

Um só clique! Não incomoda nem toma tempo. Quando dezenas de pessoas endossam uma competência de alguém, seu perfil no LinkedIn tem muito mais valor. Afinal, cada um escreve o que quer e acredita quem quiser. Se Ciclano se declarar especialista em físico-química do solo marciano e obtiver endosso de 100 pessoas, certamente ele tem algum talento ;-)

O furo do LinkedIn são as pesquisas usadas para fazer avaliações de 360 graus. Sim, já respondi a algumas. Não basta apenas um clique e, se bem feita, pode exigir muito mais de 5 minutos. Nada contra a oferta deste recurso, mas o seu uso indiscriminado perturba.

Não reclamo do incômodo gerado pela multiplicação dessas avaliações 360 graus. O problema é a sua eficácia. Já é difícil fazer uma boa avaliação das pessoas que trabalham conosco, imaginem dos contatos de uma rede social. Muito provavelmente, o feedback obtido fica nas obviedades de pouca utilidade, a menos que o receptor do feedback tenha um problema de auto-estima.

Raramente, teremos uma resposta útil, que nos faça corrigir algum comportamento, crescer ou até mesmo repensar uma carreira. Para se colocar o dedo na ferida ou dar uma chacoalhada necessária é preciso estar bem mais próximo. Aliás, nesse tipo de coisa, a rede social não substitui uma boa e sincera conversa.


Foto: Um conjunto de prédios novos na região das Confluences, em Lyon.

Post a Comment