Sunday, February 22, 2009

Eu

O sugestivo título deste post revela um grande problema da humanidade. Finalmente, depois de passar ligeiramente pelos assuntos mundanos dos posts anteriores, achei um assunto de absoluta relevância.

Depois de mais de um milênio de existência, Eu, cidade francesa de 8000 habitantes situada na Normandia, está discutindo a mudança do seu nome. O lugar é conhecido dos brasileiros, pois o famoso Conde D'Eu foi Príncipe Consorte do Brasil, ou seja, genro de Dom Pedro II.

O tipo de cacófato que trouxe má reputação a Dom Gastão de Orléans (o nome do Conde é bem mais longo) também existe em francês. Para exemplificar, o prefeito da cidade d'Eu é o "Maire d'Eu"! Pior ainda, muitos eudianos passam pela seguinte situação, dialogando com um estranho:

Estranho - E onde você nasceu?
Eudiano - Eu (Pronuncia-se /œ/. Na prática, está mais para um arroto)
Estranho - Como? (Alguns diriam: Saúde!)
Eudiano - Eu, a cidade de Eu.
Estranho - Ah bom! (Acompanhado naturalmente de uma expressão de dó)

Em tempos de Internet, a cidade disputa o seu nome com o onipresente código da União Européia (EU). Enfim, o coitado do prefeito - o "Maire d'Eu" - já não aguenta mais. Isto sim é um problema do século XXI!

Tenho uma viagem para o outro lado da Mancha. Volto em uma semana. Abraços!


Foto: Crémieu e seu mercado medieval. Ao fundo, as ruínas do priorado beneditino de Santo Hipólito, do século XII, que antecedeu a própria cidade. Mais para frente, publico a vista lá de cima.

Post a Comment