Thursday, July 9, 2009

Férias

Na prática, um funcionário francês tem dois meses de férias por ano. Não falta oportunidade, estrutura e incentivo para se viajar. Falta dinheiro, às vezes. Lembro ainda de outros facilitadores:

A partir da França, você tem o mundo ao seu alcance. Com as mesmas 11 horas necessárias para se voar até São Paulo, atinge-se boa parte do extremo oriente, sem escalas. Neste contexto, as antigas colônias e os territórios ultramarinos espalhados pelo mundo são destinos bem disputados.

O custo de vida nos destinos turísticos é geralmente mais baixo que o da própria França, onde o turismo é reconhecidamente caro. O fator econômico empurra as classes menos abastadas para fora do país durante as férias, deixando alguns dos lugares mais prestigiados da Europa para a turma do "bling-bling", ou ainda, como se diz por aqui, "les people".

Os milionários da Europa inteira (e dos EUA também) vem para cá. A Côte d'Azur é o destino favorito, porém existem outras regiões atraentes: Provence, Córsega, Bassin d'Arcachon, Normandia, etc.

As minhas férias também estão chegando. Por enquanto, eu vou aproveitar o fim de semana prolongado do 14 de julho. Até a volta!


Foto: Mais uma tomada nos belos jardins de Sans-Souci, em Potsdam.


Post a Comment