Tuesday, July 7, 2009

Enlatados

O cinema francês continua gerando um montão de filmes. Alguns nem chegam a passar pelos principais cinemas. Uma vez ou outra, um cai no gosto do público. A soma de todos eles representa uma audiência não desprezível, mas incrivelmente dependente da máquina pública. A história talvez seja um pouco mais bem sucedida do que a brasileira, mas no fundo é a mesma coisa. Os contribuintes franceses e brasileiros pagam pela entrada dos filmes nacionais, indo ou não indo ao cinema. Quem vai paga duas vezes!

A TV francesa ainda tem mais dificuldades na defesa da cultura local. A TF1, emissora privada e líder de audiência, preenche o seu horário nobre basicamente com enlatados americanos. De preferência, aqueles que se passam em hospitais ou necrotérios: "Dr. House", "CSI" (NY, Miami e Las Vegas), "Law and Order" e "Criminal Minds".

Segunda-feira é um dos dias em que a TF1 coloca no ar uma produção francesa ("Joséphine, ange gardien"). A concorrente estatal aproveita a oportunidade e faz o contrário, abre mão de uma produção local e combate a TF1 com um seriado americano ("Without a Trace"). Advinhem qual é o dia da semana em que a TF1 apanha da concorrência?

O lado bom da história é que uma TV estatal pode ser bem administrada. O lado ruim eu deixo por conta do leitor.

Oh, dúvida cruel! O que é melhor para a formação cultural de um país? Encher o horário nobre com telenovelas nacionais ou com enlatados estrangeiros?



Nota do autor 1: A França tem um consolo, a audiência total da TV é bem menos significativa do que a brasileira. Ou seja, no horário nobre, a maioria das TVs está desligada.

Nota do autor 2: O autor deste blog adora esses seriados em que boa parte dos atores estão na geladeira do IML.



Foto: Jardins do Palácio de Sans-Souci, em Potsdam, Alemanha. Palácio de verão do Rei da Prússia Frederico, o Grande. Passei uma semana em Berlim no começo de junho, como já conhecia um pouco da cidade, preferi passar o sábado na vizinha Potsdam.Valeu à pena!

Post a Comment