Wednesday, May 26, 2010

Conversa de táxi

Já foi o tempo em que as minhas conversas com motoristas de táxi franceses eram apenas sobre o futebol. Eu uso táxis para ir até o aeroporto de Lyon e em diversos deslocamentos na região parisiense. Já fiz muitas viagens com aquela conversa mínima: “Bonjour”, destino, pagamento e “au revoir”. Em outras, consegui enganar o motorista, passando por um francês.

Na maioria das vezes, no entanto, eles percebem um sotaque diferente. Jamais acertaram a minha nacionalidade:
- Italiano? Espanhol? Alemão? Inglês?
- Não, eu sou brasileiro!

A partir daí, é só alegria! O motivo das animadas conversas é o Lula. Todo mundo conhece “o cara”. Apesar dos seus tropeços, a imagem do Presidente é muito positiva. Expressões comuns: “Ele fez muitas coisas boas para o país”; “o Brasil começa funcionar agora”; “ele ajuda os pobres”; “você deve estar orgulhoso por ter um Presidente como ele” e assim por diante.

Taxista é igual em todo lugar. Eles assumem que eu votei nele, que eu aprovo o seu governo e que ele é meu ídolo. Eu prefiro não discutir com um cara costurando como um louco pelas ruas de Paris.


Foto: Trecho da Corniche Basque, a costa entre Saint-Jean-de Luz e Hendaye caracterizada pela falésia relativamente baixa. Nada como parar o carro na estrada e apreciar a paisagem.
Post a Comment