Saturday, March 9, 2013

Horário de pico


No dia a dia, muitas coisas acabam me impedindo de escrever um pouco mais neste blog. Assuntos não faltam. Cheguei a mentalizar vários textos enquanto estava parado no trânsito de São Paulo. Sobre o Papa, as Coreias, as atrapalhadas do Congresso, etc. Só não pensei no caudilho de Caracas, por que uma linha neste post já é demais para ele.

Ah, esse trânsito! Mesmo com toda minha ginástica para adaptar a rotina e fugir dos piores horários, nesses dias de temporais, tem sido impossível. O horário de pico agora é das 7 às 23!

O paulistano aprendeu usar GPS e Google Maps para fugir dos congestionamentos. Tenho usado o recurso nos dias mais críticos, daqueles com grandes temporais. Ontem, por exemplo.

Evitei as maiores paradas, mas dei grandes voltas, cruzando diversos bairros da capital. Imagino a reação de alguém, que estivesse me rastreando, diante daquele trajeto errático: É o caminhão de lixo? É entrega de jornal? Seria o carro do Google StreetView?

Mesmo saindo às 21:30, fiz 10km em 90 minutos. Se tivesse enfrentado pacientemente o meu caminho tradicional, faria o percurso no mesmo tempo. Bem, é melhor rodar, não acham?

De fato, muitos preferem percorrer um caminho bem maior a ficar parado no mesmo lugar. O fator segurança também estimula. Porém, quando muitos fazem a mesma coisa, os congestionamentos se espalham ainda mais e esgotam-se os caminhos alternativos. Pior ainda, à custa de um maior gasto de combustível. Enfim, apenas mais uma evidência da falência da nossa metrópole.


Foto: A belíssima Eze, na Côte d'Azur.
Post a Comment