Monday, June 22, 2009

A burca da discórdia 1

A aproximação de Obama com o mundo islâmico é essencial para restabelecer o papel dos Estados Unidos no cenário internacional. Obama disse que os muçulmanos podem praticar a sua religião com plena liberdade em território americano.

Acho que boa parte do Ocidente compreende e apoia a aproximação. Daqui da França, a atitude foi vista como positiva. Mas, apenas devido ao contexto político atual.

Justamente no momento em que se discute a crescente utilização da burca por muçulmanas francesas, fica evidente que liberdade religiosa tem limites. Cada um pode praticar a religião que quiser, do modo que quiser, respeitando-se os direitos fundamentais de todos e os valores republicanos.

A França soube bem separar o Estado da religião, colocando esta última no campo privado. Há um século, as escolas públicas francesas perderam o ranço católico e viraram "templos republicanos". Ao contrário do Brasil, não achamos símbolos religiosos em nenhum órgão público, escola ou hospital.

Sarkozy foi mais além, quando ministro, proibiu que os alunos fossem para escola ostentando quaisquer símbolos religiosos. Sem dúvidas, uma grande conquista!



Foto: Ainda tenho algumas fotos de Praga, mas deixarei para publicá-las mais para frente. Fiquem com o Lac d'Aiguebelette, perto de Lyon, no Departamento da Savóia. Estive por lá no único domingo de maio sem feriado prolongado. O sol aparecia, mas o clima ainda não era de alta temporada, com barcos e pedalinhos estacionados às margens do lago.

Post a Comment