Sunday, September 13, 2009

Francamente 2

O governo francês reforçará os cofres públicos com a taxa carbono, que incide sobre o gás, a gasolina e outros combustíveis fósseis. O apelo do desenvolvimento sustentável certamente facilita a sua aceitação. Não tenham dúvidas de que a ideia espalhará pelo mundo!

O imposto será revertido em projetos de redução de emissão de gás carbônico, no nível doméstico, público e corporativo. Se funcionar, será ótimo, pois a França já possui uma matriz energética diferenciada. Entre as grandes nações, é a única que conseguiu a independência graças à energia nuclear.

Como exemplo prático, o governo já tem uma máquina bem azeitada para subsidiar investimentos residenciais na melhoria do isolamento térmico, modernização do aquecimento, implementação de energia solar, renovação de iluminação, etc. Este esforço será substancialmente reforçado.

Imposto à parte, o compromisso do país com a sustentabilidade e a redução de emissões é louvável. Em nome do planeta, peço que os governantes do mundo copiem isto. Quanto ao novo imposto, bem, vamos conversar um pouco melhor ;-)


Foto: O guindaste atrapalhou a bela foto do Duomo di Siena, do século XIII, no melhor estilo gótico característico da Toscana. Não seria difícil editar a foto e tirá-lo. Por princípio, eu não retoco nenhuma foto, apenas reduzo a resolução.
Post a Comment