Thursday, September 3, 2009

Línguas 2

A Inglaterra segue o caminho dos EUA rumo ao monolinguismo. A piada é que, na Europa, o idioma único será o inglês. Nos EUA, o espanhol!

Falando sério, foi o governo Tony Blair que desobrigou o aprendizado de uma língua estrangeira a partir dos 14 anos. A medida populista foi contestada na própria Inglaterra, mas quem sofreu o golpe foram os moribundos idiomas francês, alemão e italiano, entre outros. A procura dos estudantes ingleses por tais cursos despencou.

Apesar da importância crescente do inglês, a Europa encontrou uma forma de trabalhar, respeitando a língua de cada país membro. Vejam, por exemplo, a home-page da União Européia (europa.eu). Assim como o site apresentado em 23 línguas, milhares de documentos são produzidos em 23 versões e as reuniões são acompanhadas por dezenas de intérpretes, uma das profissões mais comuns em Bruxelas.

Se este é o caminho da paz e da prosperidade, que assim seja. De qualquer forma, todo europeu sabe que sem o domínio do inglês será difícil arrumar qualquer emprego, com ou sem o paternalismo tão caro ao velho mundo.

A propósito, eu estou numa Comissão Européia sobre educação em informática. Tenho reunião em Bruxelas daqui a alguns dias. Ninguém disse que eu poderia falar português! Snif...snif...


Fotos: Duas tomadas da Basílica de Santa Croce. Na minha opinião, uma das visitas mais importantes de Florença. Ali jazem Galileo, Maquiavel, Michelangelo, Marconi, Rossini, entre outros. Ou seja, personagens que representam a grande contribuição da península itálica à Humanidade ao longo dos séculos. Dante recebeu uma dupla homenagem: A estátua na frente da Basílica (foto abaixo) e um cenotáfio (memorial fúnebre) no seu interior. Porém, a sua tumba está em Ravenna.



Post a Comment