Tuesday, March 10, 2009

Barbie

O mundo celebra o cinquentenário da Barbie. Há homenagens em diversos pontos nobres de Paris, sobretudo nas "Galleries Lafayette". Nem sempre foi assim. Quando Barbie chegou à França, no início da década de 60, um dos gerentes da renomada loja de departamentos francesa declarou: Boneca vadia não entra na loja. A resistência durou pouco. Barbie conquistou a França, até por que suas roupas foram inspiradas na moda local.

Já na Arábia Saudita, Barbie continua sendo considerada moderna demais para os hábitos islâmicos. Ela é vista como uma boneca judia, devido a origem da sua criadora Ruth Handler. Dois motivos mais do que suficientes para baní-la do país. Diversas nações islâmicas seguiram a mesma linha. A vingança de Barbie é chegar às mãos das meninas mais abonadas dos países islâmicos via contrabando. Afinal, onde passam foguetes, petróleo, urânio e tantas outras coisas, também passa uma boneca.


Foto: Londres.Um belo sábado no St. James Park. Ao fundo, algumas das atrações londrinas, que serão mostradas mais para frente.
Post a Comment