Sunday, January 24, 2010

Curtas artísticos

Ainda no cinema, assisti "Gainsbourg, vie héroïque". O filme tem seus altos e baixos no melhor estilo francês. O melhor do filme é Eric Elmosnino e Laetitia Casta revivendo os amantes Serge Gainsbourg e Brigitte Bardot. Tamanha sensualidade só poderia ter sido a fonte de inspiração de "Je t'aime moi non plus". A música ficou eternizada posteriormente com Serge e Jane Birkin, pois o marido de Bardot, um industrial alemão, não havia autorizado a sua divulgação. Pois é, o que é hino ao amor para uns, é hino ao corno para outros.

Salieri se deu bem mais uma vez. Na ópera-rock Mozart, ele ficou com a melhor música "Assasymphonie". Seu intérprete, Florent Mothe, foi a revelação do ano. O espetáculo está em tournée pela França. A gente gosta mesmo é dos vilões!

Na literatura, como havia comentado, o prêmio Goncourt é dinheiro no bolso. Marie NDiaye, autora de "Três mulheres poderosas" só perde para Dan Brown com "O símbolo perdido". Já no mundo dos livros trash, para minha surpresa, achei uma suposta autobiografia de Jean Sarkozy (do alto dos seus 23 anos) entre os mais vendidos. O nome do livro é "Minha vida, minha obra e meu scooter". Autor não identificado. O livro é mesmo uma gozação. Vendeu tão rápido que nem deu tempo para o papi processar o editor. Eles merecem!


Foto: Ainda na região da Chartreuse (Isère), cena de Saint Pierre de Chartreuse. O gado dá lugar a uma disputada pista de esqui nesta época do ano.

Post a Comment