Sunday, January 17, 2010

Tragédias


Já mandou a sua ajuda ao Haiti? Não tenho um sistema de rastreamento para tal, mas é fácil dizer que, provavelmente, ela não chegará ao seu destino e, talvez, nem chegue ao Haiti.

O nó logístico é difícil de desatar, pois não há como receber, separar, armazenar e distribuir a ajuda vinda do mundo inteiro. Com o aeroporto improvisado, as ruas destruídas e o caos reinante, muitas coisas serão pilhadas ainda no aeroporto; quando não forem desviadas pelos próprios servidores do Haiti.

Enviaram toneladas e toneladas de arroz e massas. Para que? Não há água, eletricidade nem gás. Vão comer isso cru?

O Haiti já era uma tragédia antes do terremoto. A mega mobilização do Ocidente para ajudar o país é outra tragédia. Pode sensibilizar meia dúzia de pessoas, porém é ineficaz. Um descaso. Como se tivéssemos encontrado alguém quase morto após uma semana no deserto e o atirássemos na piscina para salvá-lo.

Mandar mantimentos e medicamentos é fácil. Se quisermos salvar o Haiti, precisamos mandar gente. E muitos cassetetes.



Foto: Em Isère, na região da Chartreuse, onde há um importante monastério do mesmo nome. A casa mostrada na foto integra o complexo do monastério, embora ele esteja isolado num vale não muito distante. A região também conta com um belo parque natural. Mais informações:

Post a Comment